O terno do fotógrafo.

Imagem

Bom pessoal, entre tantas histórias que vivemos nesse mundo fotográfico, muitas são inusitadas. Essa em particular,nos marcou e nos fez rir muito no dia seguinte, ao casamento.

Tudo começou com esses dois fotógrafos embarcando para o Rio de Janeiro, para o nosso primeiro casamento na cidade maravilhosa. Tudo aconteceu perfeitamente dentro dos planos. Uma hora antes do casamento, como de costume, o fotógrafo se dirigiu para o local do making of do noivo. Que estava tranquilamente se arrumando, fazendo as fotos descontraidamente.

Até que… Onde está a calça do noivo?

Começou a correria, pois a calça tinha ficado ha uma distancia de duas horas e meia de carro. Impossível buscá-la. O desespero do noivo era tamanho, que começou a verificar qual padrinho poderia ter o mesmo tamanho que o seu. Nada. Com 1,89 m de altura, não seria nada fácil.

A fala do noivo era: “ela vai me matar…”

E com muita tristeza e desespero no olhar. Até que olhou para o fotógrafo, relativamente mais baixo, porém com corpo parecido. Não teve outro jeito, lá foi o noivo provar o terno do fotógrafo. A cintura serviu, apenas um detalhe de uns 10 cm de altura, ainda estavam causando sérios problemas.

Até que o fotógrafo se lembrou que a calça possuía um palmo de barra. Não era o ideal, mas pra esse dia foi o suficiente. Com uma barra por fazer e um terno batido por muitos casamentos enfrentados, o terno do fotógrafo entrou em ação. E foi recebido como grande salvador do casamento. Claro que não sem algumas piadas infames, dos amigos do noivo, sobre o fotógrafo que foi pra cerimônia de calça jeans.

Essa lembrança estará para sempre na nossa história, junto com um dia emocionante e fantástico, que deu início ao futuro feliz desse lindo casal. Muito obrigada pelos bons momentos Janine e Lucio.

ImagemImagemImagemImagemImagem