2015 em um 3.0

Sei que ainda é cedo pra dizer que o ano acabou. Mas é hoje que, para mim se inicia um novo ciclo. E escolhi o dia de hoje, para falar um pouco sobre esse ano extremamente intenso, após quase dez anos de fotografia.

Este ano foi uma grande provação para minha fotografia, pois descobri que, realmente, para ser uma fotógrafa melhor, eu preciso ser um ser humano melhor. O que não é tarefa fácil para ninguém, mas eu indico a todos a experiência.

No início de 2015, após algumas experiências emocionais não muito agradáveis, fiz um workshop, sobre tudo, menos sobre fotografia, ou apenas sobre fotografia, mas que pôs a prova meu tudo. Literalmente, eu sai de lá fora da minha zona de conforto.

Neste ano, eu decidi que eu iria escolher e decidir sobre tudo e todos que fazem parte da minha vida, o que ou quem realmente era importante pra mim. Mas acima de tudo isso, quem eu sou comigo mesma. E decidi que eu precisava de mais tempo pra mim, pro meu silencio, que descobri me fazer muito bem.

Descobri que meu medo de estar sozinha era infundado, pois estar sozinha é um estado e não um ser permanente. E quem eu amo ou os que me amam, sempre estão aqui, mesmo quando não fisicamente.

E durante todo o ano esse resultado se reverteu em meu trabalho, nas gratificantes imagens que eu capturei, nas pessoas que confiaram em mim, nos recados nervosos das noivas ansiosas, nos abraços de obrigada ao final do evento. E o menos importante, e por isso falo disso apenas no final do post, os prêmios e o reconhecimento que conquistei nos últimos meses. Pois acredito que isso é apenas um alcance externo, do que tenho lutado comigo mesma pra construir aqui dentro.

Mas não posso deixar de citar aqui os grandes acontecimentos desse ano que mudaram a minha vida. 2015 está marcado em meu coração, pois eu lembro, já nos primeiros meses, das lágrimas que brotaram em meu rosto, quando recebi a premiação da Bride Association, quando fui aceita para essa incrível associação.

1round2015_5_

Mas como explicar a sensação de ouvir meu nome ser chamado ao palco da cerimonia de premiação do Lente de Ouro, entre os dez selecionados a fazer parte da Inspiration Photographers? (http://inspirationphotographers.com/open-awards-fotografia-2015/) Entre fotógrafos fantásticos do mundo todo, eu ter o orgulho de dizer, que meu nome foi citado.

Essas coisas, ficam em minha mente trabalhando e passando por um processo de digestão, que parece não ter fim. E quando ainda estou tentando acreditar nisso, recebo mais uma linda notícia de mais uma premiação da Bride Association.

12309731_1084708748239070_6120314566080544929_o

Sem mais muitas palavras, além da enorme gratidão a todos que acreditaram em mim, que confiaram o seu lindo dia ao meu olhar durante esses dez anos de trabalho. E com a velha frase “um olhar vale mais que mil palavras”, encerro o post com algumas imagens do meu amigo Cesar Castro, pra tentar explicar como me sinto.

inspirtation.jpg

FB_IMG_1448292871053

12309534_880046668751489_6059287367232577345_o

FB_IMG_1447971878128

Entre grandes amigos e grandes fotógrafos (Nei Bernardes, Beth Esquinatti, Aline Evelin, Robison Kunz, Diego Frigo, Frankie Costa, Gustavo Vanassi, Guilherme Bastian, Lucas Lermen, Vivi Tomas, Vinicius Todeschini, Fabio Lancini, Cesar Castro e me desculpem se esquecer de citar alguém!)

 

clipagem

Matéria Jornal Município Dia-Dia, Brusque 04/12/2015

IMG_20151118_230240472

Selfie (não pode faltar)

Anúncios