Retratos de família

Há 10 anos fotografo, e sempre tive a impressão exata de que “em casa de ferreiro o espeto é de pau”. Por que a coisa que menos tenho com a minha família são imagens que guardem os pequenos momentos que vivemos no nosso dia-dia.

Após alguns anos, um fotógrafo que eu admiro muito se tornou praticamente meu irmão. E escolhi ele pra registrar alguns momentos como esses. Pois, de alguma forma, achei que deveria ser um olhar diferente do meu para registrá-los.

O que eu estava buscando não eram apenas retratos, era um experiência muito maior que essa. Foi então que comuniquei o Lucas, que ele seria o responsável. Pedi que ele passasse alguns dias com a gente, sem a intenção de fazer um ensaio fotográfico, mas que em algum momento uma pequena sessão de fotos poderia acontecer. Mas o que eu realmente buscava eram os momentos onde as pessoas se esqueciam da câmera e continuavam suas relações independente de ter uma câmera presente.

Hoje recebi o resultado, e em cada imagem percebi o meu sorriso se abrindo, ou as vezes até dando gargalhadas. Por que cada imagem é o registro de um momento verdadeiro, das coisas que vejo e vivencio, mas nunca tive fotografado. Uma prova das coisas boas e simples que as vezes não prestamos atenção no nosso dia-dia.

Inevitavelmente, várias vezes estou com o copo na mão. Rs.

Vou ter registro para sempre das peripécias e dos olhares que eu e minha vózinha, Dona Lely, trocamos sempre que estamos juntas. Das caras engraçadas que Seu Lombardi (meu pai) faz, quando está tentando ficar sério, ou da cara de carinho com os cachorros, quando ele diz que não gosta deles. Do olhar tímido da Dona Salete (minha mãe) de quem tá gostando, mas não fala nada. Por que se ela não tivesse gostando ai sim, vocês iam ver uma pessoa falando, e defendendo uma tese diante e um juri. E até mesmo nas fotos em que a minha irmã esqueceu de estar presente, a gente vê o quanto ela tem um espírito livre e as vezes só esquece de pousar.

Acho que em nome da família, fiquei como porta-voz do agradecimento que temos pra dar ao Lucas e a Vivi, ahhhh e a Madalena, por terem passado esses dias fantásticos e tranquilos com a gente, e ao Lucas principalmente por nos proporcionar esses momentos em imagens, que de agora em diante serão revividos nostalgicamente por muitas e muitas vezes a cada vez olharmos para as fotos.

EFC_0015EFC_0027EFC_0032EFC_0055EFC_0073EFC_0079EFC_0081EFC_0089EFC_0092EFC_0099EFC_0126EFC_0131EFC_0142EFC_0152EFC_0163EFC_0224EFC_0270EFC_0402EFC_0437EFC_0501EFC_0505EFC_0506EFC_0552EFC_0556EFC_0572EFC_0595EFC_0600EFC_0618EFC_0651EFC_0669EFC_0682EFC_0697EFC_0725EFC_0731EFC_0829EFC_0847EFC_0871

Fotos: Lucas Lermen

Anúncios